Blog do Marcel Rizzo

Palmeiras prioriza a contratação de um meia após acerto com Cuca

Marcel Rizzo

Um meia é a prioridade do Palmeiras depois de contratar Cuca. Há a necessidade de um lateral-esquerdo, mas a chegada do campeão brasileiro de 2016 fez a diretoria intensificar a procura por um jogador de meio-de-campo ofensivo.

Cuca não terá Moisés, uma de suas principais armas no ano passado, que está machucado e só volta no fim do ano. Cleiton Xavier, que apesar da má fase que vivia no clube foi opção em jogos decisivos no Brasileiro, como contra o Botafogo, foi negociado com o Vitória.

E Guerra? O meia contratado do Atlético Nacional-COL, melhor jogador da Libertadores 2016 terá espaço com Cuca, claro, mas a avaliação é que é necessário um jogador de característica diferente, para complementá-lo. Já Raphael Veiga é considerado promissor, e está em desenvolvimento.

Há curiosidade de como Cuca armará em campo um Palmeiras com muitas das peças que usou ano passado, mas com perdas importantes, como o já citado Moisés e Gabriel Jesus, vendido ao Manchester City. A principal dúvida é de como ele escalará Felipe Melo e Tchê Tchê.

Tchê Tchê foi uma das principais peças do Palmeiras na campanha vitoriosa de 2016, atuando muitas vezes como o primeiro homem de meio de campo, função de Felipe Melo.

Sem Moisés, que fazia o segundo homem, não é improvável que Cuca use Felipe Melo como primeiro, Tchê Tchê como segundo. Problema é que Eduardo Baptista escalou o time algumas vezes assim, e Tchê Tchê teve queda de rendimento.

A contratação de Cuca faz com que a direção do clube tenha esperança de que o time volte a ter consistência defensiva, uma das principais críticas a Baptista.