PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

Ele foi demitido duas vezes no São Paulo, e agora trabalha para a oposição

Marcel Rizzo

08/02/2017 04h00

Alexandre Bourgeois esteve duas vezes como principal executivo (CEO) do São Paulo em 2015, mas acabou deixando o clube demitido primeiro pelo ex-presidente Carlos Miguel Aidar e, depois, pelo atual presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, conhecido como Leco.

Bourgeois, porém, ainda mantém laços com o clube e trabalha agora na campanha do candidato de oposição a Leco na eleição de abril. O  ex-presidente José Eduardo Mesquita Pimenta contratou o ex-CEO para, segundo Bourgeois disse ao blog, fazer "inputs" de gestão profissional no plano de governo do cartola.

Traduzindo, ele fará um projeto de profissionalização de diversos departamentos do clube, serviço para qual havia sido contratado por Aidar em 2015, por indicação do empresário Abílio Diniz, que faz parte do Conselho Consultivo do São Paulo.

Segundo Bourgeois, não é certo sua presença na diretoria caso Pimenta seja eleito. "Acho difícil", disse ao blog, sem se estender no projeto que está preparando.

A contratação do apadrinhado de Diniz foi uma das polêmicas da gestão de Aidar, que renunciou em outubro de 2015 após ser acusado de irregularidades nas finanças do clube. Bourgeois acabou demitido antes, em setembro, três meses depois de assumir como CEO e trombar de frente com outros membros da diretoria.

Na época, Aidar preferiu seguir as propostas do Instituto Áquila, e não as de Bourgeois, para sanar as dívidas do clube, na ocasião em mais de R$ 270 milhões. O estouro de diversas denúncias contra Aidar o fez pedir a renúncia.

Presidente do Conselho Deliberativo, Leco assumiu interinamente e recontratou Bourgeois como CEO, no fim de outubro, como agrado a Abílio Diniz. A parceria, porém, durou 12 dias e novamente Bourgeois foi demitido, com a explicação de que o São Paulo não teria mais um executivo para as funções para as quais ele havia sido designado.

Abílio Diniz anunciou no fim da semana passada apoio ao oposicionista Pimenta, e indicou Bourgeois ao candidato. Ainda não há o dia exato de abril para ocorrer a eleição do São Paulo.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.