Blog do Marcel Rizzo

Pai de Neymar é registrado na CBF para trabalhar como agente de jogadores

Marcel Rizzo

Neymar pai (segundo a partir da direita) na assinatura de contrato de Lucas Lima com sua empresa (Crédito: Divulgação)

Neymar da Silva Santos não é mais apenas “o pai de Neymar”. Nos últimos dias a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) aprovou o registro de Neymar pai como intermediário, nome que agora a Fifa dá a pessoas que podem participar de transações no futebol. Oficialmente ele pode trabalhar como agente de jogadores.

Seu principal cliente, claro, é seu filho Neymar, astro do Barcelona e da seleção brasileira. Mas já há trabalho para outros jogadores, como o meia santista Lucas Lima, que tem Neymar pai e sua equipe da NN Consultoria ajudando os empresários do atleta em futuros contratos.

Intermediário é o novo nome para procuradores de futebol dado pela Fifa a partir de maio de 2015, quando se proibiu que terceiros tenham fatia dos direitos econômicos de atletas. Empresários, na época denominados “agentes Fifa”, tinham liberdade para dividir com clubes e jogadores parte desses direitos econômicos de atleta, e faturavam alto nas vendas.

Desde 2015 isto é proibido, e o intermediário passou a ganhar “apenas” a comissão para intermediar o acordo entre as partes (seja clubes, jogadores ou treinadores).  E isso tem que estar documentado, inclusive com o valor a ser pago.

Inicialmente a CBF estipulou valor de comissão ao intermediário de até 3% do salário bruto do agenciado, mas esse limite caiu e agora cada contrato pode ter um valor, que é decidido entre as partes (no mercado, a praxe é o pagamento da quantia de 10% da remuneração bruta anual).

Para tentar ter um controle, a Fifa exigiu que cada federação membro fizesse um registro dos intermediários. Sem esse documento, ninguém pode trabalhar como agente de futebol. A CBF tem hoje 393 registros de intermediários, que são feitos de duas maneiras: o nome da empresa que pode fazer as transações (sempre com um representante identificado) ou pessoa física, que é o caso do pai de Neymar. Está registrado na CBF “Neymar da Silva Santos”, e não a NN Consultoria.

O blog, via assessoria, pediu detalhes ao pai de Neymar sobre o trabalho que tem feito como agente de futebol, mas não houve resposta até o fechamento do texto.