Blog do Marcel Rizzo

Pablo custará ao Corinthians quase tudo o que clube projetou gastar em 2017

Marcel Rizzo

O zagueiro Pablo deve ser a maior contratação do Corinthians no ano (Crédito: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

O zagueiro Pablo vale quase tudo o que o Corinthians projetou gastar em 2017 para reforçar o elenco. Na próxima semana, a diretoria e o estafe do jogador de 26 anos terão uma reunião para voltar a tratar da compra ao Bordeaux, da França, que o emprestou até o fim de dezembro próximo e precisa receber 3 milhões de euros (cerca de R$ 11 milhões) até a data limite.

No orçamento para 2017, a diretoria corintiana fez previsão de gastar R$ 13 milhões com a compra de direitos econômicos de atletas, ou seja, apenas R$ 2 milhões a mais do que custa Pablo. Previsão baixa, mas devido à crise financeira vivida pelo clube, que chegou a atrasar salários no fim de 2016 e início de 2017.

Esse número contava apenas os valores que poderiam ser desembolsados diretamente para a aquisição de atletas, sem contar empréstimos ou aqueles que estavam livres e se pagariam “somente” luvas.

Até o momento, a marca de R$ 13 milhões não foi atingida. Foram gastos aproximadamente R$ 11,8 milhões entre as aquisições do volante Gabriel, dos atacantes Clayson e Kazim e do zagueiro Vilson, também quase o valor que será gasto com Pablo.

O atacante Luidy teve a contratação definida no fim do ano passado e não entrou na soma. Já Jadson, por exemplo, acertou luvas de R$ 4 milhões, mas diluídos nos salários, o mesmo acontecendo com o atacante Jô e com o meia Fellipe Bastos (com valores mais baixos).

A permanência de Pablo é considerada prioridade para um Corinthians que começou o ano com expectativa baixa, mas provavelmente terminará classificado para a Libertadores-2018 e projeta um time forte para a próxima temporada. O clube, ainda em crise financeira, gostaria de parcelar a compra do jogador, por isso a negociação ainda pode se arrastar.