Blog do Marcel Rizzo

Ainda sob desconfiança, Conmebol gastará quase R$ 5 mi para reformar sede

Marcel Rizzo

Sede da Conmebol em Luque, ao lado de Assunção (Crédito: Xinhua/Luciana Granovsky/TELAM)

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) vai gastar quase R$ 5 milhões para reformar a sua sede, na cidade de Luque, região metropolitana de Assunção (Paraguai).

Na última semana foi aberta uma licitação para se contratar a construtora que fará a obra. Em comunicado aos dez países filiados, a Conmebol informou ser necessário a modernização do prédio, construído há vinte anos, para gerar “maior integração e efetividade de todos os funcionários, que no dia a dia estão focados no desenvolvimento e fortalecimento do futebol sul-americano”.

Estima-se que o investimento para a obra fique em torno de US$ 1,51 milhão (R$ 4,8 milhões). Serão trocadas máquinas de ar-condicionado, instalações elétricas, circuito fechado de televisão, além de móveis e outros itens.

O prédio construído no meio do caminho entre o principal aeroporto para se chegar ao Paraguai, também em Luque, e o centro de Assunção já foi considerado um dos mais modernos do Paraguai, e foi construído em período que as contas da entidade ainda eram uma caixa-preta (os clubes, por exemplo, não tinham acesso aos balanços financeiros).

A Conmebol tenta se desvencilhar do estigma de entidade corrupta depois de ver três de seus últimos quatro presidentes presos acusados de receberem propinas para vender direitos comerciais de torneios organizados pela entidade a empresas de marketing esportivo – os paraguaios Nicolás Leoz e Juan Ángel Napout, e o uruguaio Eugenio Figueredo.

Por isso a abertura de uma licitação, e a comunicação aos seus filiados do valor que pretende ser gasto na obra. Mesmo assim, apurou o blog, alguns cartolas questionam a necessidade de, neste momento em que a situação financeira ainda passa por revisão, se realizar uma reforma num prédio nem tão velho assim.