Blog do Marcel Rizzo

Cadê o filme oficial da Copa-2014? Fifa finalmente vai liberar a exibição

Marcel Rizzo

Imagem do filme oficial da Copa-2014, com muro pintado com Neymar (Crédito: Divulgação/ESPN)

Ano de Copa do Mundo, hora de rever os tradicionais filmes oficiais dos Mundiais encomendados pela Fifa. Alguns ficam fácil na memória como o de 1970, no México, que para contar a história dos jogos usou o personagem do garoto José, lutando para chegar aos estádios por morar longe. O de 1994, intitulado de ''Todos os corações do mundo'', é considerado um dos melhores por ter levado o estilo de documentário às produções da Fifa.

Já o de 2014… Pois bem, o filme oficial da segunda Copa do Mundo realizada no Brasil, há quatro anos, teve sua exibição atrasada pela Fifa, ninguém sabe bem o motivo. Normalmente, os filmes oficiais são lançados ainda no ano do Mundial, para aproveitar a proximidade com o evento. Não foi esse o caso.

Chamado ''Stories of the 2014 FIFA World Cup'', em tradução literal ''Histórias da Copa do Mundo de 2014'', ele será exibido pela primeira vez no dia 30 de maio, quarta-feira da próxima semana, no canal ''ESPN'', a partir das 18h30 — depois ficará disponível no Watch ESPN para ser visto pela internet a qualquer momento.

O filme foi feito pela produtora brasileira Trator Filmes, que venceu concorrência elaborada pela Fifa. Segundo Alex Miranda, um dos diretores da empresa, o material foi entregue pronto para a Fifa cerca de três meses depois do fim do Mundial, ou seja, por volta de outubro de 2014. ''Nós produzimos, a responsabilidade de distribuição e transmissão é da Fifa. Ficamos meio de mãos atadas depois disso'', explicou Miranda ao blog.

Os filmes das Copas de 2010, na África do Sul, e de 2006, na Alemanha, foram lançados no fim do mesmo ano em que os Mundiais foram realizados. O de 1994, já citado, e o de 1990 acabaram sendo exibidos somente nos anos seguintes aos Mundiais, 1995 e 1991, mas por demora na finalização da produção, o que não foi o caso do de 2014.

Procurada, a Fifa apenas informou que o filme será lançado em diversos países ao mesmo tempo, e que no Brasil o direito de transmissão é da ESPN — são 90 minutos de programa. O canal promete, também no dia 30, a exibição de outro filme produzido pela Fifa sobre a Copa no Brasil, o ''The Road to Maracanã'', com início previsto para as 17h30.

Em novembro de 2014, produtores alemães lançaram um documentário com bastidores da conquista da Alemanha na Copa do Mundo daquele ano. A estreia do filme teve a presença de jogadores do elenco, e até da chancelar alemã, Angela Merkel. Há imagens de bastidores, gravadas pela federação alemã, da concentração da equipe na Bahia e de treinamentos. Na época houve até confusão de que esse seria o filme oficial da Copa-2014, e não houve muita preocupação nem da Fifa nem dos alemães de negarem isso.

O efeito 7 a 1

A decisão de quando lançar o filme cabe a Fifa, que dessa vez optou por atrasar sua versão para a Copa do Mundo de 2014. Dentro da entidade há quem diga até que pode se tornar a regra exibir pela primeira vez o filme de uma Copa no ano da realização da próxima, até como uma forma de atrair interesse ao Mundial que estará prestes a começa — o ''Stories of the 2014 Fifa World Cup'' terá a primeira exibição duas semanas antes da abertura da Copa da Rússia.

A produção, claro, terá protagonismo da campeã Alemanha, mas não deixará de lado uma das maiores tragédias do futebol brasileiro, a derrota de 7 a 1 justamente para os alemães na semifinal, no Mineirão, em Belo Horizonte.

''Para o roteiro foi sensacional. De repente foi aquela surpresa, como estávamos ali filmando a verdade todo mundo estava anestesiado. E agora? Bom, vamos entender agora que isso não é ruim, é bom para o filme, foi algo dramático'', disse Alex Miranda, da Trator Filmes.

''Se o Brasil fosse o campeão, seria o normal, vencer em casa apesar dos problemas e tal. Foi um choque como aconteceu'', afirmou Miranda, que estava no Mineirão nos 7 a 1 acompanhando sua equipe.

Por enquanto, são esses poucos detalhes do filme escondido pela Fifa até agora. O mistério, porém, vai acabar em pouco mais de uma semana.