Blog do Marcel Rizzo

Palmeiras x América, que pode valer a taça, não teria transmissão em 2019

Marcel Rizzo

O Palmeiras pode ser o campeão brasileiro na quarta (21) se bater o América em casa e Flamengo e Inter não vencerem no mesmo dia, respectivamente, Grêmio e Atlético-MG. A TV Globo vai transmitir a partida no Allianz Parque, em São Paulo, para a maior parte do Brasil, já que tem chance de valer a taça da competição. Mas se a temporada fosse a de 2019, com base nos acordos fechados até o momento de direitos de transmissão, esse confronto só seria acompanhado ao vivo pelos cerca de 40 mil torcedores que devem lotar a arena palmeirense.

O jogo não passaria nem na TV aberta, nem na fechada, nem no pay-per-view, na internet ou qualquer rede social. Resumindo, os gols que podem valer o título só seriam vistos pela TV após o término da partida, que terá início às 21h45 (de Brasília), nos jornais de fim de noite. Até o momento, o Palmeiras não assinou com a Globo a venda dos seus jogos para TV aberta e Premiere a partir de 2019 e por recentes declarações do presidente Mauricio Galiotte isso não está perto de ocorrer.

Mas por que Palmeiras x América não teria transmissão se o time paulista tem contrato com a Turner, detentora da marca Esporte Interativo, para TV fechada a partir do ano que vem? Porque o time mineiro tem acordo com a Globo para essa plataforma (SporTV), e pela legislação brasileira uma partida só pode ter transmissão com o aval dos dois times em campo. Como têm contratos com empresas concorrentes, os confrontos no ano que vem entre times com a Globo versus os assinados com a Turner não terão transmissão por TV fechada.

Mas poderão passar na aberta e no pay-per-view, desde que esses times tenham assinado com a Globo. O América, no caso, já fez isso. Dos 20 clubes que disputam a Série A em 2018, somente Palmeiras, Atlético-PR e Bahia não acertaram com a emissora carioca as duas plataformas para o ano que vem. Eles não aceitam um redutor oferecido pela emissora por terem fechado com a Turner na TV fechada. Outros times, como Santos e Inter, toparam. No momento, portanto, qualquer partida em 2019 que tenha em campo essas três equipes não terá transmissão em TV aberta e pay-per-view, mesmo se o adversário tiver contrato com a Globo.

Pode parecer pouco, apenas três times, mas não é. Nessas condições, dos 380 jogos da Série A, 108 não teriam transmissão em TV aberta ou pay-per-view, cerca de 30%, um número bastante expressivo — no momento clássicos como Palmeiras x Corinthians ou Palmeiras x São Paulo, por exemplo, não teriam qualquer transmissão, já que os rivais do alviverde têm contrato com a Globo para a TV fechada.

Imaginando que o Palmeiras possa chegar na fase decisiva novamente brigando pelo título (fez isso nos últimos três anos), há uma boa chance dessa partida não ter TV ao vivo — com base nos possíveis participantes da Série A em 2019, isso não ocorreria se esse jogo importante fosse contra Santos, Atlético-PR, Inter, Bahia, Ceará e Fortaleza, que poderia ser transmitido pela Turner — que, com o fim do Esporte Interativo em canais exclusivos, deve concentrar suas transmissões em emissoras com conteúdo não 100% esportivo, como Space e TNT.

Pelo menos desde os anos 1980 que os jogos decisivos do Campeonato Brasileiro têm transmissão ao vivo, seja na Globo ou em outra emissora — no caso da Globo, desde 1987 sempre a partida final esteve em sua programação. Em nota enviada à coluna De Primeira, a emissora informou que não comentaria a negociação com o Palmeiras e os outros clubes neste momento.