Topo
Blog do Marcel Rizzo

Blog do Marcel Rizzo

Categorias

Histórico

Prepare-se: você pode ver seu time só em rede social ou canal de variedades

Marcel Rizzo

2018-12-20T18:04:00

18/12/2018 04h00

O ano de 2019 será um divisor de águas para a maneira como os torcedores acompanham seus times por meio de transmissões do futebol no Brasil. Depois de anos em que os pacotes de TVs aberta e fechada e pay-per-view dominaram, a próxima temporada terá jogo passando por meio de rede social, de site e aplicativo no melhor estilo "Netflix", em canais de TV voltados prioritariamente à variedades e, se não houver acerto em negociações pendentes, pode ter partida que nem transmissão terá. Para ver ao vivo, só no estádio.

A abertura de concorrência para torneios como Libertadores e Sul-Americana, e o investimento pesado da empresa norte-americana Turner para tirar alguns clubes das mãos da Globo em TV fechada, alteraram o cenário dos direitos de transmissão no Brasil. O blog, abaixo, mostra essas mudanças e onde, neste momento, você poderá assistir pela TV, computador, tablet ou celular o seu time.

Entretenimento

O Campeonato Brasileiro tem os clubes negociando diretamente com os interessados e, desde 2015, a Turner, detentora da marca Esporte Interativo, tem 16 times sob contrato para transmissão dos jogos em TV fechada do Brasileiro de 2019 a 2024. Sete times que estarão na Série A no ano que vem têm acordo e terão os confrontos entre eles exibidos pelos canais TNT e Space, que pertencem a Turner e têm como foco principal o entretenimento.

A empresa decidiu acabar com o Esporte Interativo como canal exclusivo, por questões estratégicas e de custos, portanto as partidas do Brasileiro passarão onde normalmente têm filmes de aventura, como já ocorre neste ano com a Liga dos Campeões da Europa, exclusividade da Turner para o Brasil. A empresa prometeu a Palmeiras, Inter, Santos, Ceará, Fortaleza, Bahia e Atlético-PR transmissões também via internet, até para acalmar alguns clubes rebeldes que não gostaram de ver os canais Esporte Interativo terminando.

Pela lei, o direito de transmissão dos jogos pertence aos dois clubes, portanto a Turner só pode passar aqueles confrontos em que seus times sob contrato se enfrentam, o mesmo ocorrendo com o SporTV, do Grupo Globo. O que fará com que partidas como entre Palmeiras (Turner) e Corinthians (SporTV) não passe em TV fechada. No momento, inclusive, Palmeiras x Corinthians não passaria por nenhuma plataforma porque o primeiro não fechou com a Globo para TV aberta e pay-per-view. Bahia e Atlético-PR estão nessa mesma situação, o que faria com que 104 dos 380 jogos da Série A do ano que vem, hoje, estejam sem transmissões ao vivo.

É bem improvável, porém, que isso se mantenha até o início da competição, previsto para o fim de abril de 2019. O Palmeiras já tem negociação avançada com a Globo para a assinatura, assim como o Bahia. O Atlético é o que pode ainda colocar maiores empecilhos sobre um redutor que a Globo quer impor aqueles clubes que assinaram com a Turner para TV fechada, mas ao final é bem provável que ceda.

Internet

A Globo percebeu que o futuro pode ser transmissões por streaming e, já em 2018, disponibilizou assinaturas do Premiere, seu pay-per-view, somente com pacotes de internet, sem precisar de qualquer contrato de TV a cabo. Mesmo com preços semelhantes, o consumidor pode adquirir o pacote para TVs smarts, tablets, computadores ou celulares, sem um intermediário como NET ou SKY.

A concorrência com transmissões via internet vai ser pesada. O Facebook entrou na disputa por competições esportivas e levou a Liga dos Campeões em na opção TV aberta, além de partidas da Libertadores exclusivas às quintas-feiras a partir de 2019. Ao menos seis dos oito brasileiros que estarão na competição no ao que vem terão jogos que passarão apenas pelo Facebook, algo inédito.

Na Copa Sul-Americana, então, só dará para ver seu time por streaming. A Dazn, do mesmo grupo da Perform que, juntamente com a IMG, comprou os dois direitos da Libertadores e Sul-Americana da Conmebol em licitação no ano passado, ganhou o direito do segundo torneio de clubes da Conmebol com exclusividade no Brasil. Para ver qualquer partida, só assinando o streaming, que a partir de março será pago — hoje, com transmissões dos Campeonatos Italiano e Francês, ainda é possível ver de graça por meio do Youtube ou do Facebook.

Tradicional

Torneios como os Estaduais e a Copa do Brasil ainda mantêm opções para assistir com cardápio tradicional, com TVs aberta e fechada, além do pay-per-view no caso dos regionais. Mas isso pode mudar em breve, já que o formato dos Estaduais não agrada mais seu principal financiador, a TV Globo.

É possível que nos próximos anos os torneios dos estados maiores, como São Paulo, Rio, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, tenham mudanças significativas e possam, até, ocorrer ao fim do ano com menos datas, como mostrou o blog. Resta saber como ficariam as transmissões, mas há boa chance de o streaming se interessar por essas competições.

Leia mais

Especial: Streaming vai mudar o jeito que você assiste ao futebol

Enrosco de Palmeiras, Bahia e Athletico atrapalha VAR para 2019

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Mais Blog do Marcel Rizzo