Topo
Blog do Marcel Rizzo

Blog do Marcel Rizzo

Categorias

Histórico

Daniel Alves no São Paulo agrada Tite por futuro do lateral na seleção

Marcel Rizzo

02/08/2019 14h00

Daniel Alves foi eleito o melhor jogador da Copa América de 2019 (Crédito: Chris Brunskill/Getty Images)

O contrato de três anos com o São Paulo, até 2022 portanto, deu a garantia a Daniel Alves de estar atuando em alto nível no período que precede a Copa do Mundo do Qatar, que será justamente em 2022. Capitão e principal jogador da seleção brasileira na conquista da Copa América em julho, no Brasil, havia preocupação mútua entre atleta e comissão técnica sobre seu futuro. A volta ao país agradou ao técnico Tite, apurou o blog.

As sondagens da Europa, de times importantes como Inter de Milão, Arsenal e Juventus, previam contratos curtos, de um ano, que não davam a certeza ao lateral de uma continuidade segura na carreira. Outros contatos por períodos mais longos, como para o Japão e Oriente Médio, deixariam o atleta distante dos olhares da comissão técnica da seleção e, mais preocupante, atuando em competições de nível técnico inferior.

LEIA MAIS:

No São Paulo, Daniel Alves terá o maior salário do futebol brasileiro

Por que Daniel Alves abriu mão da Europa para fechar com o São Paulo

Daniel Alves homenageia Tite: o verdadeiro capitão desse barco

A proposta do São Paulo caiu como uma luva: garantia de estar com contrato atuando em competições de alto nível. Sim, pode não parecer, já que poucos atletas que atuam em times brasileiros apareceram na seleção nos últimos tempos (na Copa América foram apenas o gremista Everton Cebolinha e os corintianos Cássio e Fagner, esses dois últimos reservas), mas a avaliação da comissão técnica da seleção é que o Campeonato Brasileiro e torneios na América do Sul, como a Libertadores, deixam os atletas em ótimas condições para defender o Brasil.

Tite terá agora, por exemplo, seus dois laterais titulares no Brasil, Dani no São Paulo e Filipe Luís, três anos mais novo, no Flamengo. É impossível prever se Daniel Alves, com 39 anos, estará apto, fisicamente e tecnicamente, para jogar a Copa no Qatar. Tite e sua comissão técnica, porém, poderão observá-lo bem de perto agora. Como líder do grupo, hoje Tite nem pensa em sacá-lo do grupo.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Mais Blog do Marcel Rizzo