Topo

Histórico

Categorias

Conmebol projeta 13 mil ingressos a mais para Flamengo x River em Lima

Marcel Rizzo

06/11/2019 10h56

Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), federação peruana e o Universitario, clube dono do estádio Monumental, praticamente definiram a quantidade de ingressos para a final única da Libertadores entre Flamengo e River Plate, dia 23 de novembro em Lima: 59 mil. São 13 mil a mais do que os 46 mil previstos para o Estádio Nacional, em Santiago, onde inicialmente a partida seria realizada.

Isso não significa que haverá muito mais bilhetes destinados exclusivamente aos torcedores dos finalistas. Ainda está em discussão a divisão de setores, mas se projeta que as áreas Norte e Sul, atrás dos gols, sejam destinadas a flamenguistas e torcida do River. Cada setor tem capacidade para 13,5 mil espectadores, 1 mil a mais portanto do que a Conmebol reservou para venda exclusiva aos fãs de Flamengo e River no jogo em Santiago (12,5 mil). De qualquer maneira, haverá mais ingressos à venda em partes mais caras que poderão ser comprados por brasileiros e argentinos também.

O Monumental de Lima é um estádio relativamente novo, construído em 2002, e tem capacidade oficial para 80 mil pessoas. Mas, por segurança, o clube e a federação peruana informaram que o ideal é que a venda de ingressos não chegue aos 60 mil. No mesmo dia da finalíssima Lima receberá dois importantes shows em outras áreas da cidade, com deslocamento de policiais.

Segundo apurou o blog, o Universitario enviou para a Conmebol a seguinte divisão de lugares por setores: norte e sul (atrás dos gols) 13.500 cada, oriente (centralizado) 14 mil, ocidente (centralizado) 12.500 e tribunas 5.500. A Conmebol terá que bloquear alguns assentos dos locais mais centralizados para áreas de hospitalidade, como VIPs e camarotes, o que já faria no Estádio Nacional de Santiago.

LEIA MAIS:

Conmebol decide tirar final da Libertadores de Santiago e jogo será em Lima

Conmebol cita devolução de dinheiro para torcedores que já compraram ingresso para a final

Flamengo de Santiago lamenta troca de sede da final da Libertadores

Na terça (5), a confederação sul-americana e os dirigentes dos clubes finalistas decidiram tirar a partida da capital chilena devido aos protestos políticos que assolam o país há algumas semanas — estava programado uma grande manifestação justamente para 23 de novembro. A escolha de Lima se deu por alguns motivos, mas principalmente por logística, já que há voos diretos do Rio e de Buenos Aires. O governo peruano também se comprometeu a zerar taxas, como a hoteleira, para os fãs que viajarem ao país.

A Conmebol informou que um novo processo de venda de ingressos será realizado. Todos que compraram bilhetes para Santiago serão reembolsados e ganharão um código de acesso para terem prioridade na compra das entradas para a final em Lima — serão 72 horas para confirmar essa preferência, depois os ingressos serão disponibilizados normalmente a novos compradores. O jogo foi marcado para as 15h local, 17h de Brasília.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Blog do Marcel Rizzo