Topo

Histórico

Categorias

Flamengo e Palmeiras serão cabeças de chave da Libertadores; Grêmio perto

Marcel Rizzo

28/11/2019 12h00

Depois de aparecer em 2018 no pote 3 e em 2019 no 2, o Flamengo será cabeça de chave no sorteio dos grupos da Libertadores-2020, que ocorrerá no dia 17 de dezembro na sede da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), no Paraguai. E como atual campeão o time brasileiro será colocado diretamente no Grupo A. Outros dois do Brasil, Palmeiras e Grêmio, também devem ser cabeças de chave — os gaúchos precisam confirmar, via Brasileirão, que entrarão direto na fase de grupos, mas é o mais provável.

A Conmebol usa o ranking da Libertadores para definir em qual pote cada clube entra para o sorteio. São quatro potes, sendo o 1 com os times mais bem ranqueados, seguindo as posições no ranking para definir aqueles que entram no 2, no 3 e no 4. Este último, porém, recebe também aqueles times que chegam das fases iniciais, que no Brasil se acostumou a chamar de pré-Libertadores. Teoricamente, portanto, estar no pote 1 significa enfrentar adversários mais fracos na etapa de grupos da competição.

LEIA MAIS:

Libertadores-2020 já tem 30 times classificados, dez campeões

Final única em Lima teve higiene precária, falta de água e vazamentos

Conmebol divulga vídeo de atuação de VAR em lance de expulsão de Gabigol

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro e as vagas para a Libertadores

A pontuação do ranking da Conmebol é complexa. Leva em conta a performance nos últimos dez anos na Libertadores, com o campeão mais recente levando mil pontos e o menos recente 100, mas também pontuando quem chega até as oitavas e até por vitória conquistada. Depois somam-se pontos de um coeficiente histórico de todas as edições, desde 1960, e por último pontuação para os campeões nacionais de cada um dos dez países filiados à Conmebol nos últimos dez anos. Campeonatos que têm dois campeões por ano, como clausura e apertura, se divide a pontuação.

A Conmebol deve divulgar o ranking para o sorteio da Libertadores-2020 em meados de dezembro, poucos dias antes do evento em Luque, na região metropolitana de Assunção. No último, River Plate (ARG) e Boca Jrs. (ARG) lideravam e devem manter as posições. Entre os dez primeiros, Grêmio, Palmeiras, Santos, Cruzeiro e Atlético-MG apareciam, mas mudará esse panorama no atualizado — o Flamengo estará entre os dez, apesar de não precisar do ranking para estar no pote 1 já que é o atual campeão.

Levantamento do blog aponta que, dentre os times já garantidos na fase de grupos, Flamengo, Boca Jrs, Nacional (URU), Peñarol (URU) e Palmeiras serão cabeças de chave. Grêmio e River Plate, se forem direto para essa etapa, também. Os gaúchos precisam terminar o Brasileiro até a sexta posição, o que é provável que aconteça, enquanto os argentinos precisam ganhar do pequeno Central Córdoba na final da Copa Argentina, o que também é provável — por enquanto, o atual vice-campeão só tem vaga certa pelo Campeonato Argentino a partir da segunda fase, ainda nos mata-matas iniciais. Nesse panorama entraria no pote 4 caso avance à fase de grupos.

Se Grêmio e River forem confirmados como cabeças de chave, restaria uma posição no pote 1 que, segundo levantamento, deve ficar com o Olímpia, do Paraguai, que ultrapassaria o Santos para estar nessa condição. O Atlético Nacional da Colômbia, bem posicionado no ranking, não conseguiu mais uma vez vaga na Libertadores.

O pote 2 tem, neste momento, posições mais abertas, mas é certo que o Independiente Del Valle, campeão da Sul-Americana-2019, estará nele, independentemente do ranking. Santos também, além do São Paulo, se confirmar via Brasileiro vaga direta na fase de grupos. Cerro Porteño (PAR) também estará no pote 2.

O Campeonato Brasileiro dá seis vagas para a Libertadores, quatro diretas para a fase de grupos e duas nas primeiras etapas de mata-mata. Como o Flamengo faturou o torneio continental este ano, e também o Nacional, abriu-se mais uma posição na tabela para a Libertadores, ou seja, o G-6 virou G-7. Mas o Athletico-PR, que já está na Libertadores via Copa do Brasil, aparece hoje na quinta posição do Brasileiro, portanto o G-7 neste momento é G-8. O Athletico estará no pote 3, já que sua pontuação não é alta. Em 2019 os paranaenses foram ao pote 2 porque eram os atuais campeões da Sul-Americana.

Entre os times que ainda podem aparecer na fase de grupos da Libertadores se alcançarem a sexta posição do Brasileiro (contando que o Athletico estará à frente), o Corinthians estaria no pote 2, assim como o Inter. O Goiás, surpresa da competição, entraria no pote 4 já que sua pontuação no ranking é nula — os goianos, porém, se classificarem para a Libertadores é mais provável que seja nas etapas iniciais. Times de um mesmo país não podem cair na mesma chave, com exceção se vierem das eliminatórias pré fase de grupos.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Blog do Marcel Rizzo