PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Conmebol congela premiação dos clubes para a Copa Sul-Americana de 2020

Marcel Rizzo

03/01/2020 11h00

A direção da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) aumentou a premiação para os participantes da Libertadores em 2020, mas congelou os valores da Sul-Americana. Ao menos seis clubes brasileiros participarão do segundo torneio em importância no continente que continuará distribuindo o total de US$ 47,2 milhões (R$ 191,5 milhões), como em 2019. Fortaleza, Goiás, Bahia, Atlético-MG, Fluminense e Vasco entram na primeira fase e outros brasileiros podem migrar da Libertadores a partir da segunda.

O campeão da Sul-Americana-2020 receberá os mesmos US$ 4 milhões (R$ 16,2 milhões) que o Independiente Del Valle (Equador) ganhou por 2019. As outras cotas se repetem: US$ 2 mi (R$ 8,1 mi) ao vice, US$ 800 mil (R$ 3,2 mi) aos semifinalistas, US$ 600 mil (R$ 2,4 mi) pelas quartas, US$ 500 mil (R$ 2,03 mi) pelas oitavas, US$ 375 mil (R$ 1,5 mi) pela segunda fase e US$ 300 mil (R$ 1,2 mi) na primeira fase. O vencedor acumulará US$ 6,57 milhões (R$ 26,7 milhões) somando as cotas de todas as etapas.

O blog apurou que o motivo do congelamento foi que comercialmente a Sul-Americana em 2019 deixou a desejar, principalmente a final única que precisou mudar de sede (de Lima, no Peru, para Assunção, no Paraguai) e teve dois  clubes de menor expressão, Del Valle e Colón (ARG), no confronto.

LEIA MAIS:

Conmebol aumenta premiação e pagará R$ 61 mi ao campeão da Libertadores em 2020

Veja quem seu time enfrenta na Libertadores-2020

Veja quem seu time enfrenta na Sul-Americana-2020

De 2018 para 2019 a cúpula da Conmebol aumentou em mais de 30% a premiação total da Copa Sul-Americana: de US$ 36,1 milhões para US$ 47,2 milhões. O acréscimo ao campeão foi ainda maior, de 60%, passando de US$ 2,5 milhões para os atuais US$ 4 milhões. Os clubes participantes da edição 2020 esperavam um crescimento parecido, mas acabaram frustrados com a informação recebida durante o sorteio dos confrontos, em 17 de dezembro na sede da entidade em Luque, no Paraguai.

A Recopa, que marca o encontro entre os campeões da Libertadores e da Sul-Americana, também manteve a premiação em US$ 2 milhões. O vencedor do confronto entre Flamengo e Del Valle ganhará US$ 1,25 milhão (R$ 5,08 mi) e o perdedor US$ 750 mil (R$ 3,04 mi). A disputa será em dois jogos.

A Libertadores-2020 pagará total de US$ 168,3 milhões (R$ 683,7 milhões), 4% a mais do que em 2019, e o campeão ganhará, só por vencer a final, US$ 15 milhões (R$ 61 milhões) – o Flamengo em 2019 recebeu US$ 12 milhões (R$ 48,7 milhões), aumento de 25% portanto.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Marcel Rizzo