Topo
Blog do Marcel Rizzo

Blog do Marcel Rizzo

Categorias

Histórico

Rogério Ceni é trunfo do Fortaleza em negociação para melhorar cota de TV

Marcel Rizzo

2009-04-20T19:04:00

09/04/2019 04h00

Ceni vai estar no banco de reservas do Fortaleza na Série A (Crédito: Divulgação Fortaleza)

O Fortaleza negocia com a Turner ajuste contratual para que receba mais no acordo para a transmissão de seus jogos no Brasileiro-2019 em TV fechada. Depois de um período de pessimismo, uma reunião semana passada faz com que o clube acredite que possa ter uma remuneração mais próxima daquela que os outros seis times que também têm contrato com a empresa norte-americana para essa temporada receberão. E há um fator importante na conversa: Rogério Ceni. O treinador será uma das principais atrações para a Turner em seu primeiro ano com o Campeonato Brasileiro.

O clube cearense quer dividir o bolo de cerca de R$ 115 milhões que, hoje, seria fatiado em seis, seguindo alguns critérios: 50% igualmente, 25% com base na audiência e os outros 25% por colocação na Série A. Palmeiras, Inter, Santos, Bahia, Athletico-PR e Ceará estão nessa equação, partindo portanto de cerca de R$ 9,5 milhões de cota. O Fortaleza, como revelou o jornal "O Povo", tem por contrato um valor fixo de R$ 9 milhões. E só.

VEJA TAMBÉM:

CBF evita Palmeiras em horário nobre enquanto acordo com Globo não sai

Clubes ganham bônus da Turner e encerram litígio por contrato do Brasileiro

O blog apurou que a avaliação é que se entrar no rateio o Fortaleza possa até dobrar esses R$ 9 milhões, dependendo, claro, das porcentagens variáveis, como audiência e posição final na competição. Há na negociação o diagnóstico de que Rogério Ceni gera muito interesse, até mesmo em praças onde a Turner não conseguiu contratos, como Minas Gerais, e em clubes que fecharam com o Grupo Globo, como o São Paulo, que teve Ceni como goleiro por vários anos e onde ele começou a carreira de treinador.

A Turner, que transmitirá suas partidas na Série A no canal a cabo TNT, tem negociado alguns ajustes com os clubes com quem tem contrato. Por exemplo: Athletico, Bahia, Coritiba (hoje na Série B), Internacional e Ceará ganharam bônus nas luvas que assinaram em 2015. Houve reclamação, com promessa de ir à Justiça, depois que se soube que o Palmeiras embolsou R$ 100 milhões para acertar o contrato, contra R$ 40 milhões da maioria dessas outras equipes.

Como publicou o jornalista Rodrigo Mattos em seu blog, cada time ganhou R$ 17 milhões a mais, com exceção do Inter, que faturou R$ 8 mi por ter um contrato mais curto – até 2020, contra 2024 dos outros. O Santos e o Fortaleza não chegaram a um novo acordo, mas os cearenses estão mais próximos.

"A Turner está muito sensível com a nossa causa, no nosso pleito de estar no mesmo modelo de contrato dos outros seis clubes. Eles estão mostrando que querem fazer parceria da maneira que sempre se mostraram no mercado, de igualdade", disse o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz.

O primeiro jogo do Fortaleza na competição, dia 28 de abril contra o Palmeiras, terá transmissão exclusiva da Turner (19h), por meio da TNT, por ser um confronto entre dois times com contrato com a empresa norte-americana e pelo fato de os paulistas ainda não terem fechado com a Globo para TV aberta e pay-per-view. No banco de reservas, o confronto Luiz Felipe Scolari e Rogério Ceni será a principal atração dessa partida de estreia.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Mais Blog do Marcel Rizzo