Topo
Blog do Marcel Rizzo

Blog do Marcel Rizzo

Categorias

Histórico

Copa América pode ajudar Maracanã a receber final da Libertadores em 2020

Marcel Rizzo

01/08/2019 10h30

Maracanã recebeu jogos da Copa América de 2019 (Crédito: Léo Burla/UOL)

A Copa América de 2020, que terá sede dividida entre a Argentina e a Colômbia, pode ajudar o Maracanã a receber a final em jogo único da Libertadores do ano que vem. Duas cidades argentinas e duas colombianas mostraram interesse em ter a decisão da próxima temporada, mas a cúpula da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) entende, neste momento, que o fato de os países organizarem o torneio de seleções inviabilizaria, por questões de organização e contratos com patrocinadores, que também recebessem a finalíssima da Libertadores.

O Rio demonstrou intenção em ter a partida de 2020 — em 2019 será realizada em Santiago, no Chile, em 23 de novembro. A princípio, a Conmebol não queria que as duas primeiras edições dessa final única, que por contrato está garantida ao menos até 2022, fosse realizada no Brasil e na Argentina, países mais tradicionais e que, normalmente, já têm os confrontos mais importantes. Mas a Copa América deve fazer isso mudar.

LEIA MAIS:

Maracanã terá cinco concorrentes para final única da Libertadores em 2020

Mesmo criticada, final única da Libertadores está garantida ao menos até 2022

Final única e prioridade em jogo da Libertadores podem valorizar Fox Sports

Santiago receberá a primeira final única da Libertadores em 2019

Além do Rio, outras quatro cidades se dispuseram a ter o jogo: as argentinas Mendoza e Rosario, as colombianas Bogotá e Barranquilla, além da equatoriana Quito. Pelo cenário atual, e se a Conmebol de fato excluir Argentina e Colômbia para 2020 por causa da Copa América, a disputa ficaria entre Rio e Quito. Com vantagem para os brasileiros por um motivo: a altitude.

Quito está 2.850 metros acima do nível do mar e a análise dentro da Conmebol, apurou o blog, é que haverá muita reclamação se a cidade for indicada. A altitude diminui o oxigênio e jogadores de futebol sentem muita dificuldade de atuar em cidades mais altas. Na Libertadores e na Sul-Americana normalmente os times que vão atuar em locais assim fazem preparações especiais, muitas vezes chegando a poucas horas do jogo para minimizar os efeitos e levando balões de oxigênio para o vestiário.

Outra questão que pode facilitar o Maracanã para receber a partida é a concessão do estádio, neste momento, estar nas mãos de Flamengo e Fluminense. O contrato só vale para 2019, mas é provável que seja renovado para 2020. Incomodava a Conmebol o fato de a administração do estádio estar em litígio entre o governo do Rio e a antiga concessionária, empresa que tinha a construtora Odebrecht como principal figura.

Não há data para a Conmebol definir a sede das finais únicas de 2020 — a Copa Sul-Americana também está com esse formato e em 2019 o confronto ocorrerá em Assunção, no Paraguai. Inicialmente seria em Lima, no Peru, mas questões de organização tiraram o jogo de lá e levaram para a capital onde está a sede da Conmebol. Uma decisão, porém, deve ocorrer antes de 23 de novembro, data da final única deste ano no Chile.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Mais Blog do Marcel Rizzo