Topo

Histórico

Categorias

Seleção se consolida sem Neymar, mas ele vai voltar. No lugar de quem?

Marcel Rizzo

07/07/2019 18h59

Philippe Coutinho não fez uma boa Copa América (Crédito: Pedro Martins/Mowa Press)

Tite pensou no começo da Copa América que tinha encontrado dois jovens para jogar abertos em seu esquema com três atacantes, já que havia perdido Neymar, seu craque, machucado. David Neres e Richarlison eram "os caras", mas em dois jogos perderam esse posto para Gabriel Jesus e Everton Cebolinha. Ao fim do torneio, os também garotos brilharam e levantaram a dúvida: onde Neymar vai entrar quando voltar para a seleção brasileira?

Sim, Neymar vai voltar. Saudável é o principal jogador do Brasil, diferenciado, e como gosta de dizer Tite um "top 3" do mundo que alia velocidade e habilidade como poucos. Jogará na de Everton, pela esquerda? Na direita, na de Jesus? O retorno do camisa 10 pode passar por um novo posicionamento: centralizado, mas não na função de Roberto Firmino. Na de Philippe Coutinho.

LEIA MAIS:

Daniel Alves não fala sobre futuro e elogia Tite

Tite diz que tem contrato até 2022

Os bastidores da seleção na eliminação para a Copa-2018

Tite gosta de Coutinho e mesmo após uma temporada ruim do jogador no Barcelona o bancou, inclusive como titular. O problema é o posicionamento em campo: o técnico o vê como um meia de ligação, centralizado, enquanto em vários momentos da carreira Coutinho se mostrou mais à vontade jogando aberto. Posição que, como já relatado, Tite tem diversas opções.

No esquema que montou para a Copa América Tite quis dar liberdade para Coutinho e fez de Arthur, volante, o homem que carregava a bola na transição da defesa ao ataque. Mas Coutinho não rendeu. Se essa tática for a mantida pelo técnico e sua comissão na sequência do trabalho pode ser uma solução para encaixar Neymar com Everton e Jesus, por exemplo (ou outros pontas que o treinador queira).

Neymar, com liberdade, pode atuar mais centralizado, e poderia até trocar de posição com Jesus e Firmino durante as partidas. Claro que teria toda uma questão da volta da Neymardependência, com a bola passando muito por seus pés, mas e daí? Ele é diferente, e Neymar com outros três atacantes de qualidade pode ser uma solução para furar zagas fechadinhas, como vimos na Copa América.

Neymar vai voltar como titular, apesar do título da Copa América. Resta saber onde Tite vai encaixá-lo.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Blog do Marcel Rizzo