Topo

Histórico

Categorias

Conmebol prefere Brasileiro parado se país tiver final da Libertadores-2020

Marcel Rizzo

10/09/2019 04h00

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) prefere que não haja jogos do Campeonato Brasileiro na semana da final única da Libertadores-2020, caso o país receba o confronto. Seis estádios brasileiros estão na disputa pela partida, que será disputada no dia 21 de novembro do ano que vem. Pela tabela do Brasileirão deste ano haverá rodada no fim de semana da decisão da Libertadores, em 23 de novembro em Santiago. Flamengo ou Grêmio estará por lá e terá jogos da Série A adiados.

A informação de que a associação membro, no caso a CBF, terá que "garantir a disponibilidade de datas das competições locais para realização do evento" está em documento que foi apresentado pela Conmebol às cidades e estádios interessados, e a qual o blog teve acesso. Seis estádios brasileiros disputam a indicação para a final única da Libertadores em 2020: Beira Rio e Arena do Grêmio, em Porto Alegre, o Maracanã, no Rio, o Mineirão, em Belo Horizonte, e o Morumbi e a Arena Corinthians, em São Paulo. A peruana Lima e as argentinas Córdoba e La Plata são as outras que demonstraram interesse.

LEIA MAIS:

Finalistas da Libertadores podem ter dez mil ingressos para seus torcedores

Mesmo criticada, final única da Libertadores está garantida pelo menos até 2022

Copa América pode ajudar Maracanã a receber a final única da Libertadores

O Brasil é favorito para receber a partida porque Lima, no Peru, abriu mão de ser sede da final única da Sul-Americana 2019 já que não apresentou todas as garantias exigidas pela Conmebol, o que pegou mal. Já a Argentina será sede da Copa América-2020, junto com a Colômbia, e a Conmebol avalia que isso pode atrapalhar a preparação de La Plata ou Córdoba caso sejam escolhidas para a decisão da Libertadores.

A CBF ainda não divulgou o calendário-2020, mas já se sabe que, ao contrário de 2019, a Série A não vai parar durante a Copa América da Argentina e da Colômbia, entre junho e julho. Isso pode dar folga para a CBF não marcar partidas para a semana de 16 a 22 de novembro — a decisão se fará isso oi não será da confederação brasileira.

Mesmo assim é incomum para a CBF não ter partidas aos finais de semana, ainda mais em novembro quando o Brasileiro está na reta final. A CBF promete para 2020 não coincidir as rodadas da Série A com as datas Fifa, quando há amistosos da seleção, o que pode dificultar adiar uma rodada inteira. Uma das promessas é diminuir as datas do Estaduais, de 18 para 16, apesar de não agradas federações fortes como a Paulista e a do Rio de Janeiro.

Segurança

No documento que orienta estádios e cidades interessados a enviarem suas propostas, a Conmebol enfatiza a importância de os governos locais estarem alinhados com a candidatura – no caso do Brasil são citados os três níveis governamentais, Federal, Estadual e Municipal. É preciso, inclusive, responder se haverá eleição que pode atrapalhar qualquer compromisso — não no caso do Brasil, que tem eleição municipal em 2020, mas com os vencedores assumindo apenas em 2021. Portanto quem assinar garantias em 2019 estará na cadeira em 2020 para cumpri-las.

A segurança é uma preocupação da Conmebol e aparece em vários pontos do documento. Segundo a entidade, isso é obrigação das autoridades locais, e não apenas no estádio no dia do jogo. A entidade enfatiza que as delegações, que devem chegar na segunda-feira ao país, precisam de proteção nos hotéis e centros de treinamento, além de segurança para a Fan Zone que a Conmebol pretende organizar em local "dos mais conhecidos e ícones da cidade". Essa área tem que ser longe do estádio.

Os custos da organização da partida são da Conmebol, mas outros, como de segurança, transporte, etc são da cidade-sede e do estádio que organizar o confronto. O Conselho da Conmebol deve decidir qual arena receberá a partida ainda neste mês de setembro.

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Blog do Marcel Rizzo