Topo
Blog do Marcel Rizzo

Blog do Marcel Rizzo

Categorias

Histórico

Final única da Libertadores teve quase 190 mil ingressos solicitados

Marcel Rizzo

19/09/2019 04h00

Mais de 75 mil pessoas, de ao menos 62 países, se registraram para ter prioridade na compra de entradas para a final única da Libertadores, que será no dia 23 de novembro em Santiago, no Chile. Nos registros foram solicitados quase 190 mil ingressos (cada torcedor pode comprar até quatro), cerca de 145 mil lugares a mais do que comporta o Estádio Nacional — a Conmebol ainda negocia com a polícia chilena, mas estima-se que serão vendidos entre 45 mil e 46 mil bilhetes para a decisão.

Os números têm sido tratados na entidade sul-americana como demonstração inicial de que final em jogo único em campo neutro pode se mostrar um sucesso. Ajudou, claro, os times que chegaram até as quartas de final – o período de registro foi antes do fim dessa fase. Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Inter, River Plate, Boca Juniors, Cerro Porteño (PAR) e LDU estavam nas quartas. As semifinais acabaram desenhadas com os brasileiros Flamengo e Grêmio de um lado da chave e do outro os argentinos River Plate e Boca Juniors, times dos mais populares do continente.

LEIA MAIS:

Técnico brasileiro precisará de licença para trabalhar na Libertadores

Copa América pode ajudar Maracanã a receber final da Libertadores-2020

Conmebol prefere Brasileiro parado para país ter a Libertadores-2020

Brasil tem seis dos nove estádios candidatos a receber a final da Libertadores

A Conmebol dividiu por fases a venda de ingressos. A primeira etapa era fazer o registro, de 21 a 26 de agosto. Nesse momento o torcedor demonstrava interesse na compra e falava quantos bilhetes pretendia adquirir — nessa etapa, a Libertadores ainda estava nas quartas de final.

A primeira fase efetiva de vendas foi de 30 de agosto a 6 de setembro, mas apenas para pessoas que tivessem cartões de um patrocinador da entidade emitidos no Chile — grupo restrito, portanto. Quem se registrou pôde começar a comprar em 7 de setembro, vendas que ocorreram até o dia 14 após o recebimento de um código.

A Conmebol não informou quantos bilhetes foram negociados nessas duas fases, mas levando-se em conta que serão até 46 mil à venda, e há reserva para ser enviada aos torcedores dos times finalistas, a maioria dos 75 mil inscritos não concluiu a compra. A venda ao público em geral começou no dia 16 de setembro e a primeira carga liberada, de pouco mais de mil ingressos, se esgotou em minutos.

Os finalistas só serão conhecidos no dia 23 de outubro. Dois dias depois, dia 25, abrirá a venda para as torcidas dos finalistas — ainda não se divulgou se isso será feito também via clubes. O preço dessas entradas será de US$ 80 (R$ 328) e as torcidas ficarão em setores atrás dos gols, separadas. Os valores dos outros ingressos são de US$ 250 (R$ 1.025) e US$ 150 (R$ 615).

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Mais Blog do Marcel Rizzo