Topo
Blog do Marcel Rizzo

Blog do Marcel Rizzo

Categorias

Histórico

Final da Libertadores com Flamengo ou Grêmio já tem o horário definido

Marcel Rizzo

24/09/2019 10h30

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) decidiu o horário da final da Libertadores, que será disputada em 2019 pela primeira vez em jogo único. A partida no Estádio Nacional, dia 23 de novembro (um sábado) em Santiago (Chile), terá início às 17h30 local.

Como o governo Bolsonaro anunciou que este ano não haverá horário de verão no Brasil, quando se adianta em uma hora o relógio, o confronto, que terá Flamengo ou Grêmio em campo, começará também às 17h30 no horário de Brasília. Os times brasileiros se enfrentam na semifinal, com jogos ocorrendo em 2 de outubro (em Porto Alegre) e 23 de outubro (no Rio). A outra semifinal será entre os argentinos River Plate e Boca Juniors.

LEIA MAIS:

Final única da Libertadores teve quase 190 mil ingressos solicitados

Técnico brasileiro precisará de licença para trabalhar na Libertadores

Conmebol prefere Brasileirão parado para país ter a final única da Libertadores-2020

A confederação demorou para definir porque buscou um horário que ficasse viável também para ser acompanhado em outros locais – a final está vendida para 95 países. Pelo fuso, por exemplo, a decisão terá início às 21h30 em cidades europeias como Madri e Roma e 15h30 de Miami, um mercado que interessa muito para os sul-americanos.

Santiago, normalmente, está uma hora atrás no fuso horário de Brasília, mas o Chile adota o horário de verão, o que adianta o relógio em uma hora — esse novo horário, inclusive, já está em vigor desde o início de setembro. Se o governo brasileiro mantivesse para 2019 o seu horário de verão, que por regra começava no terceiro final de semana de outubro, a partida teria início no Brasil às 18h30.

Ingressos

A Conmebol dividiu por fases a venda de ingressos para a final da Libertadores. A primeira etapa era fazer o registro, de 21 a 26 de agosto (foram 75 mil registrados). Nesse momento o torcedor demonstrava interesse na compra e falava quantos bilhetes pretendia adquirir (190 mil entradas foram 'reservadas'). A primeira fase efetiva de vendas foi de 30 de agosto a 6 de setembro, mas apenas para pessoas que tivessem cartões de um banco patrocinador da entidade emitidos no Chile — grupo restrito, portanto.

Quem se registrou pôde começar a comprar em 7 de setembro, vendas que ocorreram até o dia 14 após o recebimento de um código. A Conmebol não informou quantos bilhetes foram negociados nessas duas fases, mas levando-se em conta que serão até 46 mil à venda no total, e há reserva para ser enviada aos torcedores dos times finalistas, a maioria dos 75 mil inscritos não concluiu a compra.

A venda ao público em geral começou no dia 16 de setembro e a primeira carga liberada, de pouco mais de mil ingressos, se esgotou em minutos. Os finalistas só serão conhecidos no dia 23 de outubro. Dois dias depois, dia 25, abrirá a venda para as torcidas dos finalistas — ainda não se divulgou se isso será feito também via clubes. O preço dessas entradas será de US$ 80 (R$ 328) e as torcidas ficarão em setores atrás dos gols, separadas. Os valores dos outros ingressos são de US$ 250 (R$ 1.025) e US$ 150 (R$ 615).

Sobre o Autor

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Sobre o Blog

Notícias dos bastidores do esporte, mas também perfis, entrevistas e personagens com histórias a contar.

Mais Blog do Marcel Rizzo